Ilhéus

Bahia, Brasil.

Um dos points do surf do Nordeste brasileiro, Ilhéus também tem águas calmas, como as das praias dos Milionários, do Sul e de São Miguel, as preferidas dos nativos e dos turistas.      

Foram os caprichos da natureza o cacaueiro é tipicamente equatorial, mas em Ilhéus se adaptou melhor que encomenda, que permitiram à cidade atingir seu apogeu no início do século 20. As lembranças da época continuam presentes no Centro Histórico, repleto de casarões e palacetes erguidos pelos barões em estilo neoclássico. 

Os antigos pontos de encontro dos ricos comerciantes também permanecem de pé, como o Bar Vesúvio e o Cabaré Bataclan, presentes nas obras do ilustre filho adotivo Jorge Amado. Em homenagem ao escritor, que tão bem retratou as belezas e as histórias da cidade, a residência onde passou a infância foi transformada em Casa de Cultura.

Casarões neoclássicos abrigam espaços históricos como o Bar Vesúvio e o Cabaré Bataclan

O sabor dos tempos áureos também não foi perdido. Algumas fazendas da região estão abertas à visitação e permitem conhecer o processo de cultivo do cacau desde a plantação até o processo pós-colheita, incluindo, claro, uma degustação. 

Até mesmo a primeira fábrica de chocolates caseiros do Nordeste funciona a todo vapor, oferecendo as delícias com recheios e formas diversas.

A riqueza histórica e cultural da região reflete na natureza. É em Ilhéus que fica a Estrada Parque, a primeira rodovia ecológica do país, com praias selvagens, manguezais, cachoeiras... tendo como ponto final a bela Itacaré, salpicada de praias desertas e protegidas por costões.

Informações
  • Moeda: Real
  • Vacina: Não
  • Visto: Não
Atividades

As reservas de Mata Atlântica fazem de Ilhéus e seus arredores um destino de praia com um charme a mais. Protegendo o litoral ou emoldurando trilhas, lá está a floresta e toda a sua biodiversidade. O cacau, que tanta fama deu à cidade, está presente nas fazendas abertas à visitação, enquanto os resquícios dos tempos de glória estão guardados no Centro Histórico, em forma de preservados casarões.

Gastronomia

A combinação de ingredientes típicos das culturas indígena, portuguesa e africana deu origem à exótica e arretada culinária baiana, presente na maioria dos restaurantes de Ilhéus. O Centro da cidade, o bairro do Pontal e o distrito de Olivença concentram bons estabelecimentos especializados em moquecas, bobós, pescados... mas tem também cozinhas com sotaques italiano, francês, português e árabe.

Galeria de fotos
Fale Conosco pelo Whats